Fiat 500 elétrico é a nova aposta da FCA

Fabricante confirmou o investimento de 700 milhões de euros no modelo; 80 mil unidades serão produzidas na Itália em 2020

Por Laurie Andrade 12/07/19 às 11h03

O vice-presidente de operações da Fiat Chrysler Automóveis (FCA) para Europa, Oriente Médio e África, Pietro Gorlier, anunciou, na última quarta-feira (11), o investimento de 700 milhões de euros para a eletrificação do Fiat 500.

O aporte será a maior aposta individual da empresa em um veículo elétrico. A apresentação do carro é esperada para o Salão de Genebra (Suíça), em março. O Fiat 500 verde será fabricado na planta de Turim, no norte da Itália.

Os 700 milhões de euros  fazem parte do plano anunciado no ano passado para alocar 5 bilhões de euros na Itália até 2021.

“O plano está confirmado”, afirmou Gorlier aos jornalistas. A ideia é produzir 80 mil unidades do elétrico 500 BEV no segundo trimestre de 2020.

Executivo da FCA confirmou o investimento de 700 milhões de euros para o Fiat 500 elétrico. Modelo será produzido na Itália no final de 2020.
Na foto, a versão especial Collezione

O modelo será o primeiro elétrico a bateria da marca a ser comercializado na Europa. O Fiat 500 é um dos modelos mais icônicos da marca. Lançado na década de 50, o pequeno deu origem, inclusive, a um SUV, o 500X – que pode vir para o Brasil.

De acordo com a Fiat, o modelo foi exposto no Salão do Automóvel de São Paulo para avaliação do público.

fiat 500x divulgacao
SUV do Fiat 500 pode vir para o Brasil

Como concorrentes, o Fiat 500 BEV mira Mini Cooper SE e o futuro Honda E.

O anuncio é também uma resposta ao mercado, que estava ansioso para saber em que a FCA apostaria depois do fracasso da tentativa de fusão com a Renault.

Fotos FCA | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 5,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário