Fim do DPVAT? Monopólio do seguro obrigatório pode acabar

Superintendente da Susep, que supervisiona seguros privados, declarou estar buscando um novo sistema para o seguro para vítimas de trânsito

Por Boris Feldman31/05/19 às 20h00
com Bárbara Angelo

De acordo com declarações públicas, o fim do DPVAT pode estar nos planos da nova superintendente da Susep, Solange Vieira. Boris Feldman explica o que isso quer dizer, e reconta todo o histórico da Seguradora Líder e do seguro obrigatório contra acidentes de trânsito. Confira:

Em coletiva de imprensa na quarta-feira (29), a superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Solange Vieira declarou querer o fim do DPVAT.

“Já identificamos alguns problemas. Ele tem um índice de denúncias elevado, funciona sobre uma estrutura de monopólio, o que nos dá uma sensação de desconforto, e estamos pensando em como podemos regular um novo modelo que atenda melhor a população. Há uma convocação da Câmara dos Deputados para discutir o assunto e estaremos lá para tornar a discussão pública”, afirmou a superindente da Susep.

O “Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres”, abreviado para DPVAT, é um seguro obrigatório pago anualmente por todos os proprietários de veículos. O sistema já foi alvo de investigações a nível federal que revelaram uma enorme rede de corrupção. Essa é uma das razões citadas por Vieira para o fim do DPVAT.

Superintendente da Susep, que supervisiona seguros privados, declarou estar pensando no fim do DPVAT e um novo sistema para opara vítimas de trânsito.
Ana Maria Horácio Gomes e seu marido, de Santarém (PR), contam terem sido ludibriados por funcionários da Líder

Além disso, como o AutoPapo vem mostrando com exclusividade, o seguro tem deixado de pagar indenização a vítimas legítimas de trânsito, deixando-as para morrer nos hospitais.

Já ouvimos diversas denúncias, com vídeos, fotos e documentação completa, que indicam um comportamento esquivo pela administração do DPVAT.

O seguro obrigatório é administrado por um consórcio de seguradoras privadas, apesar de ser uma taxa obrigatória e cobrado pelo sistema público. O nome desse consórcio é Seguradora Líder, e atrás dela estão gigantes como Bradesco, Porto Seguro, Caixa Seguros e Banco do Brasil, entre outras.

“Ele tem um alto índice de reclamações e cria uma série de problemas por ser um monopólio”, afirmou, também, a superintendente da Susep. O órgão é o regulador das seguradoras no Brasil, e está em posição de exigir mudanças no seguro obrigatório.

Fim do DPVAT: corrupção desvia fundos do povo brasileiro

As fraudes do DPVAT são tão gigantescas que o valor cobrado anualmente dos motoristas diminuiu nos últimos anos. Calcula-se que a corrupção embrenhada no seguro automotivo foi usado para desviar R$ 4,8 bilhões do povo brasileiro.

Superintendente da Susep, que supervisiona seguros privados, declarou estar pensando no fim do DPVAT e um novo sistema para opara vítimas de trânsito.
Boris entrevistará o promotor e delegado que desbarataram a maracutaia do DPVAT

Enquanto isso, vítimas de trânsito permanecem sem a assistência que lhes é direito. O seguro deveria cobrir lesões e morte de qualquer cidadão envolvido em acidentes de trânsito, mesmo pedestres não habilitados.

O que viria depois?

O fim do DPVAT não quer dizer o fim da cobertura a vítimas de acidente de trânsito. A alternativa que se busca é a de desarticular o monopólio que fica sob controle da Seguradora Líder, visto como o instigador de toda a corrupção.

Assim, uma possibilidade é que o dono do veículo poderia escolher qual seguradora contratar, como em qualquer país. É esse tipo de solução que a superintendente da Susep, Solange Vieira, parece sugerir em sua fala.

O que a Seguradora Líder tem a dizer

Procurada pelo AutoPapo, a Líder “acredita que o atual modelo de operação e gestão do Seguro DPVAT pode, e deve, ser aperfeiçoado”.

A partir de um estudo da McKinsey & Company, que analisou o seguro de acidentes de trânsito em 36 países, “foi produzido um documento com 19 propostas para o aprimoramento do modelo de gestão do Seguro DPVAT e encaminhado à Susep, assinado conjuntamente com a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) e a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg).

“[…] A Líder propõe, por exemplo, que a indenização máxima no país passe de R$ 13.500 para R$ 25.000. A revisão dos valores do Seguro DPVAT depende de mudança na legislação, uma vez que são definidos pelas leis 6.194/1974 e 11.945/2009.

“[…] Além disso, a Seguradora integra a comissão especial criada pela Susep com o intuito de debater melhorias no atual modelo do seguro obrigatório de acidentes de trânsito do Brasil. Foram realizados diversos encontros e um relatório preliminar já foi disponibilizado no site da Susep”.

O AutoPapo procurou, também, o presidente de uma das seguradoras que participam da Seguradora Líder, o senhor Sérgio Wais, a respeito das declarações da Líder. Segundo ele:

“Essa mudança por parte da Susep já vem sendo apregoada há mais de 4 anos pelos órgãos técnicos da Superintendência de Seguros Privados. E ela se deve basicamente a uma concepção equivocada, para não usar um outro termo, por parte das autoridades da própria Susep e do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNseg), que em função de um lobby dos grandes grupos financeiros implantou um monopólio que é amplamente nocivo à sociedade como um todo e o Brasil, daí derivando uma série de crimes já devidamente comprovados pela operação Tempo de Despertar, pelo Tribunal de Contas da União e pela própria Susep.

“Então qualquer outra colocação que não seja em função do monopólio dito pela própria superintendência, e dos crimes e desvios cometidos em função desse monopólio pelos grandes grupos financeiros, é pura balela”.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Thiago 31 de maio de 2019

    Tô Cansado
    Titãs
    Tô cansado do meu cabelo
    Tô cansado da minha cara
    Tô cansado de coisa vulgar
    Tô cansado de coisa rara
    Tô cansado
    Tô cansado
    Tô cansado de me dar mal
    Tô cansado de ser igual
    Tô cansado de moralismo
    Tô cansado de bacanal
    Tô cansado
    Tô cansado
    Tô…

    Tô Cansado

    Tô cansado de ser assalto
    Tô cansado de pagar tanto imposto nesse país
    Tô cansado de pagar uma gasolina cara
    Tô cansado de pagar tanto imposto, não é revertido para o povo
    Tô cansado
    Tô cansado
    Tô cansado de ver tanta corrupção que acaba em churrasco
    Tô cansado de ser tratado como um cachorro em repartição publica
    Tô cansado que a bandidagem que manda nesse pais
    Tô cansado ver tanto crimes do colarinho branco que acaba em nada
    Tô cansado ir ao supermercado tudo caro
    Tô cansado
    Tô…

    SER HONESTO NO BRASIL, SÓ LEVA FUMO, NESSE PAÍS, PRECISA TER MAIS TRANSPARÊNCIA COM O DINHEIRO PUBLICO.
    AOS LEITORES DO SITE, O QUE VOCÊS ESTÃO CANSADO, DE VER NESSE PAÍS.

Avatar
Deixe um comentário