Nova Sprinter 2020: dirigi uma van pela primeira vez

Fui conhecer o novo modelo da Mercedes-Benz, e aproveitei para descobrir como é dirigir um veículo da categoria

Por Bárbara Angelo 03/10/19 às 10h00
De Curitiba

Na última sexta-feira (27), a Mercedes-Benz fez seu evento de apresentação da nova Sprinter 2020. O modelo é vendido no Brasil desde 1997 e, agora, está chegando à sua terceira geração. Além de conhecer as novidades da van e as tecnologias de segurança que a equipam em testes de pista, também pude descobrir como é dirigir um veículo da categoria.

Eu já havia tido oportunidade de conhecer classes diferentes de veículos, quando dirigi um caminhão e um carro elétrico. Dessa vez, estava curiosa para ver como uma van se comparava a um automóvel comum e também ao pesado que já havia comandado. Minha conclusão é que ela mais se aproxima do meu próprio carro – um hatch – do que do comercial de sete metros de comprimento.

Em primeiro lugar, me surpreendeu a leveza do volante. A nova Sprinter 2020 passou a ser equipada com direção elétrica de série, o que a tornou muito mais fácil de conduzir do que o compacto que guio todo dia. Só não pude saber como ela responderia se estivesse carregada, embora possa imaginar que o equipamento é ainda mais importante nesse caso.

nova sprinter 2020 5

A assistência elétrica do novo modelo é do tipo progressiva, capaz de regular a leveza das manobras de acordo com a situação. Assim, no caso de uma manobra de emergência, o motorista não corre o risco de exagerar e acabar se envolvendo em um acidente.

Outra coisa que observei foi a disposição dos elementos dentro da cabine, feito de forma diferente da de um carro. O banco é mais alto e robusto e não existe console central. Assim, o câmbio manual de seis marchas, com o qual a nova Sprinter 2020 continua sendo equipada, fica encaixado no painel, próximo ao volante.

nova sprinter 2020 painel
Na cabine, a manopla do câmbio fica na parte inferior do painel

Também se dispensa o uso do retrovisor interno. Ele está lá, mas só serve para ver o fundo da cabine – no caso do chassi e do furgão, que dirigi – ou os passageiros, no caso da configuração van. A Mercedes-Benz oferece, entre os opcionais para o veículo, uma câmera de ré, e ela me pareceu um bom investimento por causa disso.

Nova Sprinter 2020 está mais potente

O modelo da Mercedes-Benz continua sendo oferecido em três configurações: van, chassi e furgão nas 416 CDI (antiga 415 CDI) e 516 CDI (antiga 515); e chassi e furgão na 314 CDI (antiga 313).

Todas ganharam melhorias mecânicas, que incluem uma nova caixa de marchas. Embora o câmbio manual permaneça e ainda não tenhamos recebido o automático oferecido em outros países, o equipamento foi modernizado e tem novas relações entre marchas.

nova sprinter 2020 3
As três configurações da Sprinter, da esquerda para a direita: furgão, chassi e van de passageiros

Com isso, o Peso Bruto Total (PBT) foi ampliado em toda a gama. O motor da nova Sprinter 2020 também recebeu novos componentes. Assim, o 2.2 turbodiesel oferece mais potência e torque que na geração anterior, como você confere na tabela abaixo:

Configuração e PBT Potência Torque
314 CDI, PBT 3.500 kg 143 cv (+11%) 33,7 kgfm (+8,5%)
416 CDI, PBT 4.100 kg 163 cv (+12%) 36,4 kgfm (+8,5%)
516 CDI, PBT 5.000 kg 163 cv (+12%) 36,4 kgfm (+8,5%)

Ao volante, o veículo me surpreendeu pelo desempenho, considerando que é maior que um carro compacto. Ele me pareceu ágil, e não foi difícil ganhar chegar a cerca de 70 km/h. Só não gostei do freio, que achei sensível demais.

Contudo, além do período de adaptação necessário quando dirigimos qualquer veículo diferente do que estamos habituados, o recurso é regulável. Além disso, como me explicou a marca, o pedal de freio seria mais exigido se a nova Sprinter 2020 estivesse carregada.

Tecnologias de assistência foram modernizadas

Por fim, a Mercedes também ampliou a gama de recursos eletrônicos de assistência à direção e segurança em seu modelo comercial. O controle eletrônico de estabilidade (ESC) que já o equipava desde 2012 ganhou quatro novas funções, incluindo a capacidade de reduzir o risco de capotamentos.

Para demonstrar o recurso na nova Sprinter 2020, a Mercedes criou uma pista de obstáculos. Nela, um técnico treinado simulou uma manobra de emergência com e sem a ativação do ESC, que você vê no vídeo acima.

nova sprinter 2020 teste controle de estabilidade
Teste do controle de estabilidade, com suportes instalados no veículo

Ficou claro, para mim, a necessidade de recursos do tipo em veículos mais altos, como no caso do modelo. No segundo teste, sem o ESC e com certa velocidade, o furgão teria capotado se não fossem os suportes laterais, como rodinhas de bicicleta, instalados pela marca.

Além do controle de estabilidade, que inclui o controle de tração e outras funções, a nova Sprinter 2020 também é equipada com frenagem automática de emergência (ABA). A tecnologia freia o veículo se detectar a presença de obstáculos estáticos ou móveis à frente, incluindo ciclistas e pedestres.

O modelo chegará às lojas ainda este ano, e os preços serão divulgados este mês, durante o Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas (Fenatran).

Galeria de fotos da nova Sprinter 2020

Fotos Mercedes-Benz | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (5 votos, média: 5,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Wilson Nobre 5 de outubro de 2019

    Gostei muito da segunda parte do video. Algo que desejava ver faz muito tempo: Um teste de segurança com ocupante humano no assento traseiro, Gostaria de saber quem desenvolveu a estrutura de reforços internos da carroceria e o sistema de retençao do ocupante traseiro.

  • Avatar
    LUCAS SOUZA RIBEIRO 3 de outubro de 2019

    extremamente desagradavel sua forma de propaganda, não quero receber nada de vocês.

Avatar
Deixe um comentário