Recall do Dieselgate prejudicou 40% dos carros consertados

Pesquisa de firma de advocacia questionou 17 mil proprietários

Por AutoPapo27/03/18 às 17h54

A firma de advocacia inglesa Slater e Gordon fez um levantamento com proprietários de veículos da Volkswagen envolvidos no escândalo da fraude de emissões. Dezessete mil pessoas foram questionadas, das quais 11,6 mil afirmaram ter levado seus carros para a instalação de um novo software durante o recall do Dieselgate. Dentre estes, 40% declararam ter percebido efeitos negativos em seus veículos após o reparo, segundo noticiou o Autocar.

recall do Dieselgate veículos perderam potência logomarca da volkswagen suja de lama

A pesquisa servirá para embasar a ação coletiva de mais de 40 mil proprietários de veículos afetados, no que pode ser considerada o maior processo do tipo no Reino Unido.

Entre os participantes que disseram perceber mudanças em seu veículo, 18% apontaram um aumento no consumo de combustível; 11% um desempenho pobre e 2% relataram ter passado por panes no motor ou perda quase total de potência enquanto dirigiam.

Cerca de 1.200 proprietários entrevistados pela firma Slater e Gordon contaram ter experienciado este último problema. Um deles contou que o veículo reduziu a velocidade repentinamente, até chegar a 16km/h (10mph), enquanto ele transitava por uma rodovia. O condutor já se encontrava no acostamento por ter percebido o comportamento anormaml de seu carro.

Outro motorista que passou por situação semelhante se mostrou revoltado. “Se você parar para pensar no que poderia ter acontecido, é muito assustador. É inacreditável que a Volkswagen pense que pode passar impune ao colocar vidas em risco”, disse ele.

No Reino Unido, o Grupo Volkswagen aplicou o reparo a 840 mil veículos envolvidos no escândalo do Dieselgate. Estes carros, assim como em outros países, haviam recebido um software com a função de fraudar o nível de emissões de poluentes do veículo durante os testes de homologação. O conserto, assim, consistiu na instalação de um novo software.

Nos Estados Unidos, onde o caso foi descoberto, a fabricante alemã já pagou US$ 14 bilhões em ressarcimentos civis e criminais.

Não é a primeira vez que proprietários afirmam sentir que seus veículos mudam depois de receber o novo software. Desde que os primeiros carros reparados no recall do Dieselgate, há relatos de donos insatisfeitos.

O escândalo das emissões veio à tona em 2015 e envolve em torno de 11 milhões de veículos no mundo dentre as diversas marcas do Grupo Volkswagen, todos com motores a diesel.

Foto Volkswagen | Divulgação


VEÍCULOS RELACIONADOS

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário