Fluido da direção dura a vida toda e mais seis meses

O componente está presente nas direções hidráulicas e eletro hidráulicas e não requer substituição; alteração no nível pode indicar vazamento

Por Boris Feldman10/05/18 às 16h00

Os motoristas exigem doses cada vez maiores de conforto. No Brasil, eram raros os carros com câmbio automático. Só os importados mais sofisticados. Hoje, existe carro compacto com caixa automática. Direção hidráulica, que era também muito rara, agora está popularizada. Aliás, o sistema hidráulico já não é mais a única opção para a assistência da direção, pois muitos veículos estão equipados com o sistema eletro hidráulico ou simplesmente elétrico. E se o carro tem direção hidráulica ou eletro hidráulica, apresenta fluido da direção.

Vazamento de fluido da direção

Qualquer que seja o sistema hidráulico, existe uma recomendação que escapa à maioria dos motoristas e que, por isso, resulta em problemas mecânicos. A dica é de jamais manter o volante completamente pressionado para a direita ou para a esquerda.

Se a direção for esterçada e atingir o limite (ou batente) e permanecer nesta posição durante dois a três segundos, apenas o tempo da manobra, nenhum problema. Entretanto, muitas vezes o motorista insiste em manter o volante durante quinze ou vinte segundos pressionado no limite do esterço, o que provoca uma grande pressão no sistema hidráulico.

Este excesso de pressão pode provocar um vazamento do fluido da direção ou uma folga. Que se percebe por barulhos anormais no volante.

Boris explica que o fluido da direção não tem prazo de validade. A menos que haja algum vazamento, não é necessário trocar o componente.
fluido de direção hidráulica

Durabilidade

Outra dica em relação ao fluido da direção hidráulica é seu prazo para troca. Raramente a fábrica recomenda sua substituição. O único cuidado que o motorista deve ter é verificar periodicamente se ele está no nível correto.

Se tiver baixado, deve-se levar o carro à oficina para localizar e reparar o vazamento. Fluido da direção não expira: dura a vida toda do carro – e mais seis meses…

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Sérgio 2 de janeiro de 2020

    Caro Boris, nunca tinha trocado o fluido da direção de meu carro (50.400km, 6 anos de uso). Ontem tive um desgaste desnecessário: 7 dias após fazer uma revisão completa no carro, inclusive trocando o fluido da direção, tive uma pane na bomba da direção no meio de uma viagem. Aquela dor de cabeça (esperar reboque da seguradora, viagem cancelada, etc., etc., etc.). Na oficina, o mecânico abriu a bomba e mostrou todo o desgaste do eixo do motorzinho da bomba. Tive que trocar a bomba. O supervisor de mecânica me disse que é comum ocorrer de haver a troca tardia do fluido e em seguida estourar a bomba, porque já estva totalmente desgastada pelo uso do óleo “antigo”, que não mais atuava de maneira adequada.

    A própria relação entre troca do fluido e estouro uma semana depois não pode ser coincidência. Certo? Poderia comentar, caro Boris?

    Abraço a todos e um 2020 de realizações!

  • Avatar
    Eu mesmo 18 de outubro de 2019

    Meu carro tem 20 anos e NUNCA trocou fluido de direção , nem nunca apresentou vazamento … não sei o que pensar!!!

  • Avatar
    CARLOA 17 de outubro de 2018

    TUDO BESTEIRA ISSO AI

  • Avatar
    Fernanda Schwarz 19 de setembro de 2018

    Fluido de direção expira sim. Deve-se fazer limpeza de sistema hidráulico cada 40.000 ou uma vez ao ano para evitar vazamentos também. O fluido de direção com o tempo vai perdendo viscosidade e o próprio sistema produz uma sujeira que entope o filtro de retorno do reservatório e consequentemente vai menos quantidade de óleo para a bomba e o resultado é cavitação excessiva (desgaste interno da bomba) e aí o estrago é maior.

    • Avatar
      carlos alberto braga 17 de outubro de 2018

      PROCURE SE INFORMAR MELHOR ANTES DE FALAR BESTEIRA

  • Avatar
    Mario Castelo 26 de maio de 2018

    Muito boas as materias

Avatar
Deixe um comentário