‘Novela’ da Placa Mercosul é um descaso com o brasileiro

Todas essas novidades prometidas só devem ser adotadas na placa Mercosul ou podem ser utilizadas em uma fora do padrão?

Por Boris Feldman02/07/19 às 20h00

Essa tal de Placa Mercosul é uma novela absolutamente sem graça. E que revela a falta de seriedade, planejamento e decência do governo para lidar com o cidadão brasileiro.

Existem, sem dúvida, vários argumentos convincentes para a sua adoção, entre eles: o número de combinações que o sistema atual permite vai se esgotar brevemente e vão faltar letras e dígitos para as novas placas. Além disso, outra boa novidade é o QR Code, que vai impedir a clonagem de placas.

Entretanto, essas novidades poderiam perfeitamente ser adotadas numa placa fora do padrão Mercosul, que ainda não disse para quê e por quê veio. Mas já foram emplacados cerca de três milhões de veículos com elas, prejuízo na certa de quem já pagou pela placa Mercosul. Pois ainda não se definiu nem como nem quando virá essa placa no modelo definitivo.

Contran confirma alterações para placas Mercosul e adia adoção das novas chapas, marcada para o dia 30 de junho. Carros antigos não precisarão instalá-las.
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (3 votos, média: 2,33 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    EDUARDO 29 de agosto de 2019

    O atual modelo de placa ja é feio e a placa mercosul é pior, e não adianta todos terão que trocar as placas para esse modelo, poderia ser igual os EUA que vc é o proprietário da placa e se trocar de veiculo vc leva a placa para o seu novo veiculo, e não ficar pagando troca de placas ou tarjetas dando dinheiro para o governo

  • Avatar
    roberto 5 de julho de 2019

    Até que a atual sequencia se esgote na letra Z, serão usados estas 10 letras. Então, recomeçarão na letra A, com mais 10 letras e depois, com mais 6. Totalizando as 26 letras

  • Avatar
    Leonardo Sanches Vieira 3 de julho de 2019

    Roberto, acho que você não entendeu o meu comentário. Não estão trocando 10 algarismos por 26 letras, e sim, 10 algarismos por 10 letras. Somente o sequencial de A a J está sendo utilizado. Portanto, mesmo número de combinações. Matemática básica, meu caro!

  • Avatar
    Aroldo 3 de julho de 2019

    Admiro muito o Boris mas discordo dele em relação à placa Mercosul. Ele alega que seria possivel implantar as modificações em um outro tipo de placa. Já que teria que mudar de qualquer forma, que mude para o padrao Mercosul, nao faz sentido nossos vizinhos usando uma placa padrao e nós usando uma nova placa diferente… O que eu acho é que o valor da placa deveria ser tabelado, já que nao é um serviço que possa ter livre concorrencia pra regular os preços.

  • Avatar
    Isaias 3 de julho de 2019

    Placa feia problemática

  • Avatar
    roberto Pereira da Cunha 3 de julho de 2019

    Leonardo. basta fazer continha simples para ver que não. O atual modelo comporta 175.000.000 de combinações. Ao trocar uma das sequencias de 10 dígitos por 26 letras, as combinações multiplicam por quase 3 . Multiplique 175 x 2,6 e veja o resultado. Matemática básica

    • Avatar
      Leonardo Sanches Vieira 3 de julho de 2019

      Acontece que eles estão utilizando apenas as letras de A a J, ou seja, o número de combinações continua o mesmo. Matemática básica, meu caro!

  • Avatar
    Leonardo Sanches Vieira 3 de julho de 2019

    Essa história de que a adoção da nova placa vai aumentar o número de combinações é conversa pra boi dormir, uma vez que vão trocar 6 por meia dúzia. Ora, se vão apenas utilizar a sequencia de A a J para substituir o segundo algarismo, vai continuar a mesma quantidade de combinações!

    • Avatar
      Marcos Bara 4 de julho de 2019

      Cara, vc troca 10 números por 24 letras. As combinações multiplicam por milhões. A questão não é essa é sim ser desnecessário, caro e alimentar funcionário público e políticos da maior máfia brasileira, o Detran, odiado por 11 em cada 10 brasileiros.

Avatar
Deixe um comentário