Acidente fatal com Tesla Model X é investigado nos EUA

Fabricante e autoridades ainda não sabem se o Autopilot estava ativado

Por AutoPapo30/03/18 às 15h15

O acidente fatal com Tesla Model X que ocorreu na última sexta-feira (23) está sendo investigado pelo Comitê Nacional de Segurança no Transporte dos Estados Unidos (NTSB). Ainda não se sabe o que levou a colisão a ocorrer. Consequências do acidente também se refletiram no valor das ações da fabricante.

acidente fatal com tesla model x
Tesla Model X foi destruído no acidente (Reuters | Reprodução)

O acidente ocorreu na rodovia 101 em Mountain View, na Califórnia. A vítima era Wei Huang, de 38 anos. Segundo reportou o site Electrek, o veículo colidiu contra uma barreira de proteção em uma bifurcação da via. Pouco depois, o Model X pegou fogo e foi atingido por outros dois carros. Huang foi retirado do automóvel antes que o incêndio se alastrasse, mas faleceu em um hospital pouco tempo depois.

Devido ao fogo, o módulo eletrônico que armazena informações sobre o comportamento do veículo foi destruído. Assim, a Tesla ainda não foi capaz de determinar se o Autopilot, sistema de direção autônoma, estava ativado no momento do acidente. A NTSB abriu uma investigação de campo e está trabalhando para tentar recuperar os dados do veículo e definir as causas do ocorrido.

A apuração do órgão federal foi aberta na última terça-feira (27). No mesmo dia, a Tesla declarou, em seu blog oficial, que está trabalhando com as autoridades para descobrir o que aconteceu. A fabricante também informou que proprietários de seus veículos passaram pelo trecho do acidente com o Autopilot ativado em torno de 85 mil vezes desde que o sistema foi lançado, em 2015. Eles fariam isso por volta de 200 vezes por dia sem encontrar problemas.

acidente fatal com tesla model x
Imagens divulgadas pela Tesla mostram que barreira de proteção estava em obras. À direita, lê-se: Quinta-feira, 22 de março, 2018, um dia antes do acidente. (Tesla | Reprodução)

A empresa de Elon Musk também divulgou imagens do trecho na rodovia 101 que mostram que a barreira de proteção estava em obras no momento do acidente e não foi capaz de amortecer o impacto do veículo.

No dia 18, um atropelamento fatal ocorreu com um Volvo XC60 autônomo que estava em testes com a Uber, no Arizona. O governador do estado removeu a licença de testes da companhia, colocando as tecnologias de direção autônoma em cheque apesar de uma declaração da polícia local de que o acidente teria sido inevitável. Foi a primeira morte causada por veículos desta espécie.

Acidente levou ações da Tesla a despencarem

Uma das consequências do acidente fatal com Tesla Model X foi uma queda no valor das ações da companhia. Segundo reportou a Reuters, os títulos caíram em 8.2%, alcançando valor de US$279,18 por ação, o pior fechamento do último ano. Assim, a agência de investimentos Moody’s diminuiu a nota da empresa de B2 para B3.

A análise envolve outros fatores econômicos que têm colocado a companhia em risco. A fabricante não tem sido capaz de produzir o Model 3, seu modelo mais barato, na velocidade prometida, comprometendo as vendas. No ano passado, estimou-se que Elon Musk estava gastando o equivalente a US$ 480 mil por hora com a Tesla.

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário