Fernando de Noronha proíbe carros a combustão; confira os elétricos da ilha

Arquipélago deve ser o primeiro local do Brasil a extinguir os veículos que emitem gás carbônico; processo será gradual e vai começar em 2022

Por AutoPapo11/06/19 às 13h45

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, publicou no Diário Oficial um decreto que proíbe carros a combustão em Fernando de Noronha. A medida faz parte do Projeto Noronha Carbono Zero, que quer, gradativamente, extinguir carros que emitem gás carbônico na ilha.

De acordo com o texto, a partir de 2022 não será mais permitida a entrada de carros com motores flex, a gasolina ou diesel no arquipélago de Noronha. Em 2030, a regra ficará mais rígida e os veículos que emitem gás carbônico na atmosfera serão retirados do local.

Fernando de Noronha será o primeiro local do Brasil a banir os carros a combustão. A partir de 2030, apenas veículos elétricos poderão rodar na ilha.
Renault Kangoo, Zoe e Twizy em Fernando de Noronha

Embarcações, aeronaves e tratores não entram na proibição.

Durante a cerimônia de apresentação do projeto, Fernando de Noronha também expediu licença para entrada de 130 novos veículos elétricos. Até então, só poderiam entrar na ilha carros que substituíssem os já existentes na extensão do arquipélago.

A Renault aproveitou a oportunidade para fechar um contrato com a administração de Fernando de Noronha. A marca francesa entregou seis veículos veículos elétricos, sendo três Zoe, dois Twizy e um Kangoo elétrico.

Fernando de Noronha será o primeiro local do Brasil a banir os carros a combustão. A partir de 2030, apenas veículos elétricos poderão rodar na ilha.

O Renault Zoe já está disponível para compra no Brasil. O AutoPapo já dirigiu o elétrico, confira quais foram nossas impressões sobre o compacto.

Para além de Fernando de Noronha: o fim dos carros a combustão

Com a evolução da tecnologia, e em respeito ao meio ambiente, muitos países têm apostado nos motores elétricos. É o caso de França, Reino Unido, China, Noruega e até mesmo o Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, que pretendem, inclusive, banir os veículos movidos a gasolina e a diesel até 2040.

Fotos Renault | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Rafael 2 de agosto de 2019

    psé e saiu a noticia agora das QUATRORODAS que noronha é abastecida de energia por geradores a diesel e carregar um zoe com a energia dos geradores gasta mais diesel e polui mais do que rodar 1000 km de master a diesel

  • Avatar
    rodrigo 13 de junho de 2019

    Maravilha !! Ai pra gerar energia para os veiculos vão represar um rio em outro estado e matar milhões de animais, além do desastre ambiental para produzir e descartar as baterias desses carros, se um celular a bateria vicia em 2 ou 3 anos, vocês acham que um carro com essas baterias vai ser como ? Imagina essa bateria submersa numa enchente ? Esse mundo vai acabar na hipocrisia mesmo, mas ta certo não ta poluindo né ? kkkkkkkkkkkkkk

Avatar
Deixe um comentário