Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos

Opções disponíveis no país são poucas e caras, com preços acima de R$ 100 mil; confira o listão com todos os modelos

Por AutoPapo29/05/18 às 09h00

A crise no abastecimento de combustíveis escancara a obsolência da matriz energética do setor de transporte brasileiro, altamente dependente do petróleo. Enquanto em outros países do mundo, principalmente na Europa, já é comum ver automóveis híbridos e elétricos circulando pelas ruas, por aqui esse tipo de veículo ainda é exceção.

O AutoPapo fez um levantamento e comprovou: há apenas 9 modelos desse tipo à venda no Brasil. Todos eles são importados e têm preços de seis dígitos, o que faz com que, atualmente, apenas pessoas de alto poder aquisitivo possam comprar os chamados carros verdes. Confira a lista:

1. Toyota Prius

Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos
Foto Toyota | Divulgação

O carro verde mais barato à venda no Brasil é o Toyota Prius: o preço sugerido é de R$ 126.600. Trata-se de um híbrido com dois motores: elétrico e 1.8 a gasolina, capazes de gerar a potência combinada de 134 cv.

Apesar de precisar de combustível tanto para se locomover quanto para carregar as baterias, o consumo é significativamente mais baixo que o de um automóvel convencional, pois, sempre que possível, o Prius utiliza apenas o propulsor elétrico. De acordo com dados do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBE) do Inmetro, ele faz 18,9 km/l na cidade e 17 km/l na estrada.

2. Lexus CT 200h

Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos
Foto Lexus | Divulgação

Curiosamente, o produto mais acessível da linha Lexus no Brasil faz parte da categoria dos híbridos: trata-se do CT 200h, que custa a partir de R$ 135.750. A mecânica, compostas por motores elétrico e 1.8 a gasolina, rende 136 cv de potência combinada.

Ao contrário dos modelos convencionais, a combustão, os veículos híbridos costumam ser mais econômicos na cidade que na estrada. Isso ocorre porque, nessa situação, o motor elétrico pode trabalhar sozinho por mais tempo; em rodovias, para manter velocidades mais altas, o propulsor a combustão é mais requisitado. O CT 200h não é exceção: segundo o PBE, ele faz 15,7 km/l no ciclo urbano e 14,2 km/l no rodoviário.

3. BMW i3

Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos
Foto BMW | Divulgação

O i3 é o “carro verde” mais acessível da BMW. Trata-se de um elétrico propriamente dito, cuja propulsão não gera nenhum tipo de gás poluente. Mas há um porém: o último lote trazido para o Brasil esgotou em setembro do ano passado. Na época, as últimas unidades foram vendidas pelo valor de R$ 159.950.

A marca alemã já confirmou que trará uma versão atualizada do compacto, com alterações no design e autonomia ampliada. A comercialização deverá ser retomada em julho, mas o preço, muito provavelmente, será reajustado.

4. Ford Fusion Titanium Hybrid

Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos
Foto Ford | Divulgação

O Fusion ostenta o título de primeiro entre os carros híbridos a ser vendido no Brasil. Atualmente, o sedã tem preço sugerido de R$ 160.900. Seus motores elétrico e 2.0 a gasolina desenvolvem 190 cv de potência combinada.

Graças à tecnologia híbrida, similar à do Prius, o Fusion Hybrid, apesar de suas dimensões, é econômico. As aferições do PBE apontam 16,8 km/l na cidade e 15,1 km/l na estrada.

5. Porsche Cayenne S-Hybrid

Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos
Foto Porsche | Divulgação

O SUV da Porsche tem uma versão “verde” disponível no Brasil: a S-Hybrid, que associa um motor 3.0 V6 turbo a outro elétrico. Apesar de ser um híbrido, as baterias carregadas podem ser carregadas plugando o carro a uma tomada. O preço, porém, é de R$ 420 mil.

Segundo dados do PBE, o Cayenne S-Hybrid faz 12,1 km/l de gasolina na cidade e 12,2 km/l na estrada, segundo dados do PBE. Não parece muito, mas há de considerar que trata-se de um SUV com motor de alta cilindrada e 2.350 kg de peso.

6. Volvo XC90 T8 Hybrid

Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos
Foto Volvo | Divulgação

Outro SUV com proposta verde é o Volvo XC90 T8 Hybrid, que custa R$ 479.950. Sua mecânica é composta por um motor 2.0 turbo a gasolina e outro elétrico, capazes de gerar a potência combinada de 408 cv.

Apesar de suas grandes dimensões, o veículo obteve boas médias de consumo nas aferições do PBE: nada menos que 16,4 km/l na cidade e 18,9 km/l na estrada.

7. BMW i8

Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos
Foto BMW | Divulgação

Ao contrário do i3, a BMW segue comercializando normalmente o i8, pelo preço de R$ 799.950. Híbrido, o cupê utiliza dois motores, mas eles funcionam de maneira distinta: o 1.5 turbo a combustão, de 234 cv, movimenta as rodas traseiras, enquanto o elétrico de 131 cv gira as rodas dianteiras. Assim, a potência total é de 365 cv.

Segundo dados do PBE, o BMW i8 tem consumo de 11,3 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada, com gasolina. Isso sem abrir mão da performance: o fabricante informa que a aceleração até 100 km/h é feita em 4,4 segundos.

8. Porsche Panamera E-Hybrid

Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos
Foto Porsche | Divulgação

Quem tem muito dinheiro para investir em um carro verde pode pensar em um Porsche Panamera E-Hybrid, cujo preço parte de de R$ 529 mil, mas pode chegar a R$ 1,2 milhão na versão Turbo S E-Hybrid. Na configuração de entrada, o sedã entrega 482 cv de potência combinada, advinda de um motor 2.9 V6 biturbo a gasolina e de outro elétrico.

No Turbo S E-Hybrid, o motor a combustão é um 4.0 V8, que eleva a potência combinada para 689 cv. As opções “verdes” do Panamera, porém, não tiveram o consumo aferido pelo PBE.

9. Lexus LS 500h

Mercado brasileiro tem só 9 carros híbridos ou elétricos
Foto Lexus | Divulgação

O Lexus LS 500h é o mais recente veículo da categoria dos híbridos a desembarcar no Brasil. Quer dizer, quase: ele já é negociado em esquema de pré-venda, por R$ 760 mil, mas as primeiras unidades só serão entregues aos compradores em setembro próximo.

O sedã é equipado com um motor 3.5 V6 e outro elétrico, capazes de desenvolver a potência combinada de 359 cv. O PBE ainda não aferiu o consumo do LS 500h.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
30 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Humberto clevert Jimenez Lavil 12 de dezembro de 2018

    Voltamos ao ponto zero , a invenção da roda, só desta vez uma roda moderna de alta tecnologia elétrica, composta no seu interior por um super motor elétrico ,um alternador ,um para dar movimentação ao veículo e o outro para recarregar as baterias,que podem ser preferencialmente de lítio como também outras até mesmo chumbo ácido as convencionais ,e nos indo diretamente a nossa realidade econômica (DEFICITÁRIA)vou dizer esta solução tecnológica e a melhor forma possível ECONÔMICA de atender a quem trabalha com um veículo como UBER , táxi,vendedor viajante, microônibus escolar, furgão carga (entregas) 7000kg,moto entregas,moto táxi,trator, enfim mil usos eu chamaria de roda elétrica Bombril ,inclusive ela pode funcionar não somente p/mover veículos como também aplicações mil,que sabe mover um gerador de energia elétrica em casa ,na chácara,fazenda,ou na pequena empresa ,fixando está roda c/um eixo e aí por correias ou roda/pneu contra roda e um gerador de qualquier porte. Etc.etc….e isto de forma alcançável , possível ,por,isso os veículos elétricos que estão aí sendo ofertados estão fora da normalidade pois existem formas e veículos populares com velocidades menores de até 110 km/h.pequenos como o exige uma grande cidade p/dar espaço a todos não arcas de Noé andantes,poluidoras,que trancam o trânsito de forma egoísta e pouco inteligentes ,pagando estacionamento caro e por aí vai mesmo sendo eletrico e tendo sido ludibriado com o preço pago acima de r$ 150.000,00 existe aqui no planeta terra/Brasil forma de ter um carro eletrico convencional por uns r$15.000,00 só procurar na internet e inclusive p/menos ,vamos começar um país novo próspero e abençoado por Deus.

  • Avatar
    edson crespo 11 de dezembro de 2018

    esta muito caro esses carros hibridos ainda nao e hora de pais de quarto mundo comprar,so se o governo incentivar tirando alguns imposto.

  • Avatar
    luana rigoni 3 de dezembro de 2018

    faltou o q3

  • Avatar
    Humberto clevert Jimenez lavil 28 de outubro de 2018

    Gente por favor ,ano 2018 quase 2019,a situação de sempre enganar o próximo, não precisamos um carro arca de Noé,fora da realidade atual nas grandes cidades brasileiras sem tecnologias de sinaleiros computadorizados c/células foto elétrica.para abreviar a solução última e o super motor e gerador elétrico na Roda,sem precisar tirar o motor original que ademais pode ser a etanol e dianteiro ,sendo colocadas uma ou duas rodas c/motor elétrico na traseira e alimentação elétrica c/baterias lítio íon ou normais,procurar na internet,tem p/moto,carro, furgão, caminhão,e até p/bicicleta. obrigado [email protected]

  • Avatar
    Humberto clevert Jimenez lavil 9 de outubro de 2018

    Meus estimados amigos ,acho que sempre cuando se procura uma informação técnica deve ser abordado um especialista no tema ,sou Eng.mecanico, posteriormente pós graduado especializado em fontes alternativas de energia ,tendo trabalhado nos laboratórios de pesquisa da Cetesb em sp. O país passa por problemas econômicos graves,então soluções p/quem precisa,no campo veicular a única solução mais viável e o motor na roda,SIM já existe um tipo de roda específico p/cada veículo,bicicleta,moto,carro, furgão, caminhão fabricado na China,abrir procura na internet,motor elétrico na roda veicular;está roda pôde ser instalada só na traseira do carro e aproveitar também nas rodas dianteiras o motor original sem removerlo,esta roda e motor eletrico,alternador e sistema KERS,na freagen tambem carrega as baterias lítio ou chumbo ácido etc….. Outros ar comprimido,hho (hidrogênio) sem tanque reservatorio ,eletrico c/célula de hidrogênio p/ alimentação sustentável elétrica,gás da gasolina , outros que não agradam a Petrobrás,a receita federal ,e outros beneficiados sem estes pensarem nos prejudicando. Obrigado . *

    EDITADO

  • Avatar
    MARCOS BARRUECO 23 de agosto de 2018

    GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE CARROS HIBRIDO E ELETRICOS.

  • Avatar
    Ednoelso Melo 14 de agosto de 2018

    Gostaria de receber notícias dos hibidros

  • Avatar
    Juliano 7 de agosto de 2018

    No Brasil vc compra o carro hibrido e ja paga toda a gasolina que vc vai economizar junto! que absurdo esses preços!

  • Avatar
    Sérgio 17 de julho de 2018

    Gostaria de saber qual o peso e a eficiência energética de cada um deles. Esse, agora, é um dado extremamente relevante.

  • Avatar
    Gus 31 de maio de 2018

    Ou seja, quem tem mais grana economiza mais. E, consequentemente, quem tem menos gasta mais.
    Tá serto!

  • Avatar
    Wesley Andrade 30 de maio de 2018

    Tem carro faltando nesta lista!
    Cadê os da Hitech Electric, e-cotec2 e e-cotech4? Custam pouco mais de $50.000 e são 100% elétricos, além de recarregável por tomada comum. Apenas como ponto negativo a baixa autonomia e velocidade, além do design!

    Carece de uma pesquisa mais aprofundada pra matéria!

    • Felipe Boutros
      AutoPapo 30 de maio de 2018

      Olá, Wesley. Boa tarde. Falamos de modelos vendidos por marcas e redes com representatividade no mercado nacional.
      Obrigado!

    • Avatar
      Bruno Leite 19 de julho de 2018

      LSV/NEV não conta como “carro” em lugar nenhum do mundo.

    • Avatar
      Berri Torre 15 de agosto de 2018

      Você deve estar brincando, ne? Isso é uma categoria totalmente diferente. $50.000 para uma coisa dessas também é ridiculo.

  • Avatar
    ELDER TARCIZO MONTE 30 de maio de 2018

    Ainda está fora da realidade brasileira.
    O Brasileiro só pensa na economia de gasolina, e muitas vezes decide a compra pelo “quantos Km faz por litro”.
    Esquece os custos de manutenção. O Toyota Prios por exemplo é conhecido por ter uma manutenção caríssima. O que você economiza de combustível ao longo de meses ou um par de anos, acaba gastando muuito mais no dia qu precisar por exemplo troca a bateria ou outars peças.

  • Avatar
    ELDER TARCIZO MONTE 30 de maio de 2018

    Carro hibrido caro? Cara é a manutencão!!!
    Sabe quanto custa a bateria de um Toyota Prius? Vi que está em torno de 10 mil reais.
    Tudo que você economizou de combustível gasta na troca da bateria quando precisar…. Melhor ter um carro comum, nem que seja movido a Whisky, sai mais barato que isso.

    • Avatar
      Cristian Andres 6 de julho de 2018

      Sim, mais a bateria dura 10 anos, é viável.

      • Avatar
        Antonio Octávio 9 de agosto de 2018

        Viável????? R$1.000,00 de bateria por ano?????

    • Avatar
      Berri Torre 15 de agosto de 2018

      Uma bateria não se troca cada poucos kilometros. Você sabe quanto custo um novo motor a combustão para seu carro atual? Não, então melhor dar uma olhada, pq é mais provavel você ter que trocar o seu motor do seu carro a combustão que a bateria do seu hibrido.
      Tudo que eu li até agora a manutenção do Prius é mais baixa ao longo prazo, pelo menos na Europa e EUA.

  • Avatar
    jose rossi 29 de maio de 2018

    Tem mais modelos e mais em conta. Por favor se empenhem um pouco mais.

  • Avatar
    EDEN Arcanjo 29 de maio de 2018

    Infelizmente querem plantar a ideia doa carrões europeus e americanos no mercado brasileiro. Veículos que vão somar ao caos urbano dos congestionamentos e aos altos preços de mercado.
    Tá na hora do consumidor dizer não a essas imposições é quem sabe se libertar desses mercados do alto preço e insustentáveis. Que tal começarmos a darmos atenção ao mercado asiático é ao nacional. Temos os asiáticos Baojun, para quem já foi em Fortaleza com certeza conheceu Zhidou EEC I7 é o Byd E6 rodando no VAMO. Também temos um grupo nacional e.cotech2 e o Mobilis.
    Temos que mudar nossos paradigmas para não repetimos os mesmos erros.

  • Avatar
    Charles 29 de maio de 2018

    A Mitsubishi também tem híbrido vendido no Brasil.

  • Avatar
    VAGNER CARLOS DA COSTA 29 de maio de 2018

    Faltam os carros da BYD
    100% eletrico que rodam em SP.
    A fabricante tem sede em CAMPINAS-SP

    • Avatar
      Berri Torre 15 de agosto de 2018

      O problema é que você como consumidor não consegue comprar tão simples. O modelo de negocio deles é bem diferente.

  • Avatar
    Aldo Pinheiro 29 de maio de 2018

    Acho o carro híbrido ótimo porém o preço é bastante elevado Seria bom que esse tipo de carro fosse isento do ipi

  • Avatar
    Jânio Quadros 29 de maio de 2018

    Meu Clio 1.0 faz 15.9 urbano e 18 pista.

    • Avatar
      Junior 1 de junho de 2019

      Já o meu não sai da casa dos 7 qual é o segredo

  • Avatar
    Nivaldo Nicoliche 29 de maio de 2018

    Tesla não tem nesta reportagem, porquê? Gostaria de maiores incentivos para aquisiçaõ de veículos elétricos, híbridos e células de hidrogênio.

    • Alexandre Carneiro
      Alexandre Carneiro 29 de maio de 2018

      A Tesla não foi citada porque não tem operações no Brasil; os carros da marca que rodam por aqui foram importados de maneira independente. A reportagem foi clara ao explicar que refere-se apenas às opções elétricas e híbridas regularmente vendidas no país.

Avatar
Deixe um comentário