Instalação de 8 mil radares eletrônicos é cancelada por Bolsonaro

Presidente divulgou ainda que vai rever a necessidade dos equipamentos que já estão em operação em rodovias concedidas

Por AutoPapo 01/04/19 às 11h00

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em uma publicação realizada em suas redes sociais, que barrou a instalação de mais de oito mil radares eletrônicos em estradas do país. O presidente alega que o objetivo principal dos instrumentos é arrecadar recursos para os Estados.

“Após revelação do @MInfraestrutura de pedidos prontos de mais de 8.000 novos radares eletrônicos na rodovias federais do país, determinei de imediato o cancelamento de suas instalações. Sabemos que a grande maioria destes têm o único intuito de retomo financeiro ao estado”, escreveu o presidente em sua conta oficial do Twitter.

Bolsonaro disse ainda que no momento de renovação dos contratos de rodovias concedidas, fará uma avaliação sobre a necessidade de que radares já instalados continuem onde estão.

“Ao renovar as concessões de trechos rodoviários, revisaremos todos os contratos de radares verificando a real necessidade de sua existência para que não sobrem dúvidas do enriquecimento de poucos em detrimento da paz do motorista”, disse.

Jair Bolsonaro declarou que cancelou a instalação de oito mil radares em rodovias federais. Parlamentar prometeu rever os equipamentos em operação.

Os tuítes sobre o cancelamento da instalação dos radares estão entre uma infinidade de declarações polêmicas do presidente acerca de temas relacionados ao trânsito. O AutoPapo listou as opiniões de Bolsonaro sobre as leis que afetam os motoristas. Veja.

Entre elas estão: ampliar a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), aumentar o limite de pontos para suspensão do documento, revogar as placas padrão Mercosul, a lei do farol baixo e implantar o “drogômetro” ou “bafômetro de maconha” nas fiscalizações brasileiras.

Entrevistamos a especialista em trânsito Geni Brafman Bahar para fazer um parâmetro entre as leis de trânsito brasileiras e canadenses. Saiba o que a engenheira pensa sobre as obrigações questionadas pelo novo presidente.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (5 votos, média: 4,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Carlos Alberto 3 de abril de 2019

    Radares são um mal necessário. O motorista brasileiro, sem radares, vai matar e se matar muito mais do que atualmente.

  • Avatar
    Vanderlei Jose Ribeiro Rodrigues 2 de abril de 2019

    Os radares são uma safadeza muito grande cuja única finalidade é faturar. As lombadas físicas, também chamadas quebra-molas, são soluções razoáveis principalmente em estradas secundárias que passem por locais povoados, escolas etc. Os quebra-molas obviamente devem ser bem sinalizados e executados de acordo com a norma do CONTRAN. Os limites de velocidade ficam variando o tempo todo, eu gostaria que alguém que defenda os radares, fizesse uma viagem de 1000 km monitorada, eu duvido que não infrinja algum limite de velocidade. É impossível, atender os limites de 80, 100, 90, 110, 60, coisa de maluco. Também nunca vi alguém ser multado por velocidade mínima, antigamente existia uma velocidade mínima na rodovia, acho que 20% da máxima, então vem aquele Mercedes 1313 se arrastando na subida de faixa contínua e você ali sem poder fazer nada. Haja paciência para viajar de carro.

  • Avatar
    Thiago 1 de abril de 2019

    NA SEXTA FEIRA, TIVEMOS DOIS ACIDENTES GRAVÍSSIMOS NA RODOVIA FERNÃO BR 381, NA REGIÃO DO SUL DE MINAS, PRIMEIRO ACIDENTE FOI NA MADRUGADA, SAIU A CABINE DA CARRETA E UM EIXO DA CARRETA, ENVOLVIDOS NOS ACIDENTE, NO FINAL DO DIA, OUTRO ACIDENTE GRAVE, ENVOLVENDO UMA CARRETA, ÔNIBUS E UMA MOTO, O MOTOCICLISTA FALECEU NO LOCAL, FICOU INTERDITADO OS DOIS SENTIDOS, POR CAUSA DO INCÊNDIO DA CARRETA, PARA O PESSOAL CONHECE O TRECHO DA FERNÃO DIAS BR 381 SENTIDO SUL DE MINAS, OS TRECHOS MAIS PERIGOSOS É SERRA CANGUAVA, DEPOIS PASSANDO POR CAMANDUCAIA, TEM UMA SERRA PERIGOSA ANTES CHEGAR EM ITAPEVA,DEPOIS TEM UMA DESCIDA PERIGOSA, ANTES CHEGAR NA CIDADE DE ATIBAIA, OS DOIS ACIDENTES QUE ACONTECERAM NA SEXTA FEIRA, FOI NUMA RETA,OS BRASILEIROS, PRECISARIA TER MAIS EDUCAÇÃO, OS RADARES SEREM PARA ARRECADAR.

    • Avatar
      Pedro 2 de abril de 2019

      Deveria existir estradas mais seguras com áreas de escape, e não mais radares pra ferrar conosco.

Avatar
Deixe um comentário