Simuladores de autoescola serão alvo do ministro da Infraestrutura

"Vamos acabar com esse troço. Mas vão dizer que é importante… coisa nenhuma (...) É lobby, é máfia", afirmou Tarcísio Gomes em entrevista

Por AutoPapo08/02/19 às 15h43

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse, na Convenção Nacional da Confederação dos Transportadores Autônomos (CNTA), que pretende acabar com os simuladores de autoescola, obrigatórios desde janeiro de 2017. Outros temas foram pauta do discurso do parlamentar.

Segundo o ministro, o atual governo pretende reduzir a burocracia e os custos para os trabalhadores do setor e para a população em geral.

“Vamos acabar com esse troço (simuladores de autoescola). Mas vão dizer que é importante… coisa nenhuma. Isso é para vender hardware e software, só para aumentar custo. É lobby, é máfia. Então, vamos acabar”, afirmou Tarcísio Gomes de Freitas.

De acordo com o ministro, um piloto da Força Aérea Brasileira que ele conhece que não precisou passar por teste com simulador de voo para exercer a profissão. Por isso, o equipamento não é necessário para os aspirantes a condutores de automóveis.

Segundo Tarcísio Gomes de Freitas, obrigatoriedade de cinco aulas nos simuladores de autoescola será extinta. Parlamentar comentou outros temas.
Simulador de autoescola

A novela dos simuladores de autoescola começou em 2013. Desde então, eles foram e deixaram de ser obrigatórios diversas vezes. Na última decisão envolvendo o aparato, ficou determinado que as autoescolas seriam obrigadas a incluir no curso cinco aulas no simulador, consideradas essenciais para que o aluno tivesse noção de como se safar de situações adversas ao volante.

O discurso de Tarcísio Gomes de Freitas vai contra as decisões do Departamento Nacional de Trânsito (Detran) e do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Segundo o ministro, não foi por acaso que os órgãos foram ligados ao Ministério da Infraestrutura.

“O Contran emite cem resoluções por ano, sem análise de impacto, sem ouvir a população, sem fazer audiência pública. Vamos acabar com isso”, garantiu. Freitas informou que os próprios processos decisórios dos órgãos de trânsito, recém-transferidos para o Ministério da Infraestrutura, serão revistos.

Além dos simuladores de autoescola

O ministro ainda disse, na CNTA, que julga desnecessário submeter jovens à renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) a cada cinco anos.

Outra questão a ser revista, segundo Tarcísio é a questão do emplacamento. “A gente não quer a máfia de estampadores, nem que a placa represente custo adicional. A gente precisa fazer com que a placa seja um instrumento de segurança, de rastreamento que evite a clonagem, mas não para aumentar o custo ou criar dificuldades” finalizou.

Foto Real Simuladores | Reprodução

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
21 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Marcio 9 de fevereiro de 2019

    Sou proprietário de autoescola e sou totalmente contra simulador de direção. Tenho esse aparelho desde 2016 e não tive nenhuma melhora no aprendizado dos candidatos a cnh, pelo contrário, praticamente todos tem a necessidade de comprar aulas no veículo porque nao foram produtivas as 05 primeiras no simulador. Alem disso, o custo é muito alto para os cfcs e repassado aos alunos que reclamam com razão. Alem dos fabricantes de simulador terem forçado os cfcs adquirirem o equipamento e obrigando a pagarmos 120 aulas mês no valor de 22 reais cada aula, fazendo ou não. Um crime contra os centros de formação de condutores e também a candidatos

    • PRADO 9 de fevereiro de 2019

      Será que a improdutividade não está no instrutor amigo?
      Sou instrutor de auto escola e vejo um resultado muito positivo com os alunos.

      A grande maioria dos alunos ao final das aulas, afirmam que foi extremamente positivo o tempo dispensado ao simulador

      • Fabio 10 de fevereiro de 2019

        Sou instrutor e posso afirmar não há ganho com o simulador, os resultados positivos se mostram ínfimo, quem não sabe pouco aprende, como por exemplo saber onde fica os pedais, fora isso não há ganho.

      • OLÍPIO 10 de fevereiro de 2019

        Sou Instrutor
        5 aulas desperdiçadas…
        Simulador não ajuda o aluno, ajuda aqueles que querem tirar dinheiro deles.

      • sergio 13 de fevereiro de 2019

        Desculpe mas você deve ser muito fraquinho como instrutor por falar uma bobagem desta. Trabalhamos a 3 anos com o simulador e é claro e evidente que se fosse realmente eficaz ou uma ferramenta tecnológica eficiente não haveria tantos comentários negativos de quem trabalha diretamente com simuladores. Na colocação e parecer deste sindicato, é evidente ser a favor do simulador inclusive colocando a universidade de Santa Catarina como se fosse a pesquisa mais coerente sobre o assunto. Discordo totalmente por várias razões e pela lógica pois como comparar aulas diretamente no veículo com simulador? Somente esse fato já seria suficiente mas vou colocar outros argumentos:
        – O simulador tem diversos erros pedagógicos como sair com o freio de mão puxado em reta.
        -O aluno que não consegue entender a maquina por algum motivo mesmo o instrutor detalhando o que fazer ele simplesmente não faz e as aulas não param, seguem para processos mais avançados mesmo que o aluno não tenha chego ou acompanhado o processo anterior.
        -Diversas pessoas passam muito mal inclusive muitos chegaram a vomitar devido ao enjoo causado pelas telas e não conseguem finalizar ficando sentado até o fim da aula sem fazer nada.
        -Quando o aluno entende o simulador e não passa mal, muitas delas tem um aprendizado lento como soltar a embreagem e não deixar o motor morrer mas como demora para entender o mecânismo quando consegue o exercício as aulas já estão muito avançadas pois as aulas não param e mesmo que o aluno tenha dificuldade ele não respeita o tempo de aprendizagem de cada um fazendo literalmente acabar as aulas sem ter feito nada. No veículo o instrutor respeita o entendimento de cada aluno em seu tempo pois sabe que ninguém é igual ao outro e cada um aprende a seu tempo mesmo que isso faça o aluno ter que fazer mais aulas mas cada aula feita houve um respeito em seu aprendizado .
        – Por fim e mais importante são os relatos dos alunos que fizeram o simulador e quando chegam em suas aulas práticas no veículo, relatam a dificuldade e estranham os comandos como por exemplo a forma de pisar no acelerador e no freio e também o momento de virar o volante pois no veículo se mexe muito menos e com menos intensidade que no simulador trazendo confusão e até a adaptação sentem que perderam duas a cinco aulas só para se adaptar as novas situações que são as reais e definitivas.
        – Aos alunos que já dirigem acabam rindo e dizem de pronto que nada tem a ver com o carro.
        Lembro me quando o presidente deste sindicato e outros da diretoria testaram o simulador apresentado pela empresa e todos reclamaram que passaram mal ficando tonto ou com enjoo e lembro os comentários dos que ali estavam que nada tinha a ver com o carro, o presidente na época era o senhor Aldari. Digo isso porque estava lá presente junto para conhecer o simulador que achava ser uma boa ferramenta mas hoje sou totalmente contra até mesmo pelos valores cobrados onde a empresa principal favorece as grandes auto escolas e as menores pagam a taxa mais alta por não ter o mesmo desempenho que uma rede de auto escolas trazendo concorrência desleal ou seja como em tudo aqui no Brasil a máfia dos poderosos até nos simuladores.

    • Elaine Gomide 10 de fevereiro de 2019

      Estou tirando minha primeira habilitaçao e achei o simulador desnecessario, um roubo… paguei 200 reais e nao consegui até agora concluir as aulas devido a problemas que o simulador apresenta todas as vezes que vou fazer as aulas. Ja conclui o cfc e passei no exame teorico mais nao posso fazer as aulas praticas porque nao conclui essa porcaria de simulador. Isso tem que ser retirado mesmo, alem do mais nao pude contar nem com a ajuda do instrutor, pois se retira da sala enquanto tento fazer as aulas. O Governo tem meu total apoio nessa maravilhosa decisao, parabens!!

  • Rogerio 9 de fevereiro de 2019

    Tenho uma experiência muito boa com o simulador de auto escola, aprendi muitas coisas que mesmo eu ja sabendo dirigir nao sabia pois no simulador fiz aulas que nunca na minha vida havia passado como por exemplo riscos nas vias aprender sobre as rotatórias ultrapassagens etc… Claro que tive sorte em ter um otimo instrutor me auxiliando, pois tenho amigos que fizeram simulador e os instrutores largaram os alunos sozinhos no simulador, com isso nao aprendem nada mesmo, na realidade a maioria das auto escolas nao ficam com os alunos no simulador eles saem de perto, Sou motorista habilitado e o simulador é sim uma otima ferramenta para o ensino. Pra quem acha que sabe dirigir e principalmente os que nunca nem mesmo sabem passar uma marcha, fica minha dica obrigado.

    • Gabriel 9 de fevereiro de 2019

      Simulador e pra quem gosta de jogar videogame, não serve pra nada mesmo. o

    • sergio 13 de fevereiro de 2019

      Desculpe mas com certeza se você já sabia conduzir e fala que aprendeu várias lições com certeza você nada sabia pois quam sabe não aprende pois já sabe né. Outra coisa, se vc não aprendeu rotatória etc… nas aulas práticas o seu instrutor é bem ruim inclusive os do CFC-a pois é matéria também teórica. Sinto muto mas foi infeliz a sua colocação

  • Thiago 9 de fevereiro de 2019

    Boa Tarde,Senhor,Boris Feldman,NO BRASIL,TEM QUE ACABAR, ESSE PRAZO DE UM ANO PARA O CANDIDATADO,CONSEGUIR TIRAR A CNH NA CATEGORIA ESCOLHIDA, COM EXPERIÊNCIA PRÓPRIA, UMA PESSOA, NÃO CONSEGUE APRENDER AS AULAS DE DIREÇÃO EM 50 MINUTOS, TEM PESSOAS COM DIFICULDADE DE APRENDER,FAZER CONTROLE DE EMBREAGEM, BALIZA, PRINCIPALMENTE, O MAL HUMOR DO INSTRUTOR, NÃO TEM PACIÊNCIA COM O ALUNO,PRINCIPALMENTE DESCONTA, TUDO EM CIMA NO ALUNO,AS AUTOS ESCOLAS NO BRASIL, PRECISA MELHORAR MAIS NOS ENSINAMENTOS, ENSINAR OS ALUNOS TER DIREÇÃO DEFENSIVA,OS MAIORES ÍNDICES DE ACIDENTES, SÃO NOS CRUZAMENTOS,ENSINAR OS MOTORISTAS PREVENIR, UM EXEMPLO, ÓTIMO MOTORISTA SERIO QUE TENHA EXPERIÊNCIA, JÁ SABE, OUTRO MOTORISTA VAI FAZER UMA CONVERSÃO A ESQUERDA, VAI DAR UMA SETA,FAZER GENTILEZA,ISSO FALTA MUITO NO BRASIL,QUANDO EU FUI TIRAR A CARTEIRA PROFISSIONAL,NA CATEGORIA D, EU TIVE A MAIOR DIFICULDADE, COM 50 MINUTOS,NÃO APRENDE NADA, MINHA MAIOR DIFICULDADE NO CARRO PESADO, ERA FAZER O CONTROLE DE EMBREAGEM, EU APRENDI FAZER CONTROLE DE EMBREAGEM, NO MEU CARRO,EU SAIA, COM MEU CARRO, EU IA TREINAR NOS MORROS NA MINHA CIDADE, EU FICAVA TREINANDO DUAS HORAS COM NO MEU CARRO,ACABEI COM A EMBREAGEM DO MEU CARRO, POREM, FIQUEI AFIADO, NO CONTROLE DE EMBREAGEM, BALIZA,COMPREI OS CONES, ENTREI NA INTERNET, VER AS MEDIDAS DO CANO PARA COLOCAR NOS CONES, NO CARRO PESADO, COM 20 AULAS NO VEICULO PESADO, NÃO APRENDE NADA,APRENDI MAIS NO MEU CARRO DO QUE DA AUTO ESCOLA, DEPOIS TERMINADO AS 20 AULAS, COMPREI 10 AULAS, NESSE PERÍODO FIQUEI 3 MESES TREINANDO,DEPOIS TER QUITADO AS 10 AULAS E TER TREINADO COM MEU PRÓPRIO CARRO,VOLTEI REALIZAR AS 10 AULAS, NO PRIMEIRO EXAME,FUI REPROVADO,DEPOIS DISSO, TREINEI MAIS AINDA, PASSEI NA SEGUNDA,NAS CATEGORIAS C,D,E, AS AUTOS ESCOLAS, NÃO ENSINAR USAR, O FREIO MOTOR,CONTA GIRO, O QUE SIGNIFICA AS FAIXAS, VERDES, AMARELAS, VERMELHO, O MAIS AGRAVANTE, NÃO ENSINA, CARREGAR O AR DE FREIO,REGULAR UMA CATRACA DE FREIOS DE LONAS, AS AUTOS ESCOLAS NO BRASIL, GANHA MUITO DINHEIRO,NA MINHA CIDADE, NO SUL DE MINAS, NO ANO DE 2017, UMA AUTO ESCOLA APROVOU 220 ALUNOS NA CATEGORIA B, PEGAR O PREÇO DE R$ 2200,00, NA ÉPOCA,MULTIPLICAR R$ 2200,00 POR 220 ALUNOS APROVADOS NAQUELE ANO,O VALOR VAI R$ 484,000,00 Reais,TEM VOLTAR ANTIGAMENTE, O CANDIDATO TER O PRAZER INDETERMINADO PARA TIRAR A CNH, UM PRAZO DE ANO, É SÓ GANHAR DINHEIRO, NO BRASIL, TEM QUE ACABAR COM AS PICARETAGENS, INVESTIR EDUCAÇÃO NESSE PAÍS, COMO NOSSO PRESIDENTE JAIR MESSIAS BOLSONARO, FAZ UM PROJETO,RENOVAR A CNH DE 10 DE 10 ANOS, O BOLSO NÃO AGUENTA, PARA RENOVAR A CNH DO PROFISSIONAL, FICA, PREÇO DE TIRAR OUTRA CNH.

  • Telmo Bruginski 10 de fevereiro de 2019

    Tenho auto escola e realmente acho o custo do simulador muito alto….
    Tentei ao máximo evitar tal aquisição….
    Entrei na justiça e tudo mais…..perdi e tive que pagar p o CONTRAN uma multa de 6 mil reais….ainda fui obrigado a comprar o simulador….. ( 50 mil mais o software mensal )
    Agora querem acabar….com ele….!!!
    Resumindo…a gente trabalha tira dinheiro do futuro dos nossos filhos e vai e volta é feito de palhaço sempre….
    O certo seria abaixar o custo do aparelho…..e não mais acabar com o mesmo.
    Tenho um CFC pequeno em uma cidade do interior do PR…. Sou caminhoneiro….montei o CFC por vontade de fazer um serviço diferenciado….. não aguento mais tantas mudanças………

    • Antônio 10 de fevereiro de 2019

      Estou na mesma situação. Instalei o equipamento no meu pequeno CFC a 25 dias. No meu caso não eh comodato mas sim compra do equipamento. 42 mil + infraestrutura. Não coloquei por pensar que ajudar ou não mas por questão de obrigatoriedade.agora tem que tirar de onde não tem pra pagar as parcelas.

  • Manuel 10 de fevereiro de 2019

    O melhor simulador é o veículo escolar, o q falta é valorizar o profissional e ser reconhecido publicamente, tanto pelas autoridades como pelo proprietário da auto escola.

  • Manuel 10 de fevereiro de 2019

    O melhor simulador é o veículo escolar, o q falta é valorizar o profissional e ser reconhecido publicamente, tanto pelas autoridades como pelo proprietário da auto escola.a volta das 5 aulas que foram substituídas pela maquina seria bem vindo, sou profissional a 50 anos com 11 de prof./instrutor. Vamos valorizar e enaltecer o profissional de trânsito, com certeza teremos um trânsito mais seguro.

  • Olípio 10 de fevereiro de 2019

    Sou Instrutor
    5 aulas desperdiçadas…
    Simulador não ajuda o aluno, ajuda aqueles que querem tirar dinheiro deles.

  • jose roberto da silva 11 de fevereiro de 2019

    simulador de direção e aula noturna é só para aumento de custo para o povo

  • joao de sousa 13 de fevereiro de 2019

    Simulador de direção foi infelizmente invenção de alguns, ditos espertos, que procuraram junto a Deputados Federais corruptos, se locupletarem da necessidade da sociedade que buscam a sua CNH. Esse Brasil esta mudando com o novo governo livre e sem conchavos politicos e economicos.

  • juliana 13 de fevereiro de 2019

    BOM DIA , ACHEI MUITO BOM O SIMULADOR ME AJUDOU BASTANTE POIS FUI PRA AULAS DE RUA JA COM UMA BASE

  • sergio 13 de fevereiro de 2019

    Onde o aluno obteve ganho com o simulador? De 25 aulas no carro tiraram 8 e jogaram no simulador e falam que houve ganho e progresso? Ridículo pois vai comparar simulador cheio de falhas com aulas diretamente no veículo? Quem ganhou com isso? hahaha com certeza muita gente menos o aluno. Aumenta para 40 aulas obrigatórias mas tira o troço(simulador) pois é roubo na cara dura. de 10 alunos 1 passa mal devido a enjoos e 2 não entendem o simulador e nada faz, o restante fala que esta no vídeo game. O meu filho de 12 anos da aula neste simulador desde os 9 anos. Me sinto péssimo trabalhar e ter que ganhar em cima de uma fraude. Fim do simulador e a proibição de aulas noturnas e se der fim do funcionamento das auto escolas no sábado.Trabalhamos a 3 anos com o simulador e é claro e evidente que se fosse realmente eficaz ou uma ferramenta tecnológica eficiente não haveria tantos comentários negativos de quem trabalha diretamente com simuladores. Na colocação e parecer de alguns, é evidente ser a favor do simulador inclusive colocando argumentos chulos como se fosse a pesquisa mais coerente sobre o assunto. Discordo totalmente por várias razões e pela lógica pois como comparar aulas diretamente no veículo com simulador? Somente esse fato já seria suficiente mas vou colocar outros argumentos:
    – O simulador tem diversos erros pedagógicos como sair com o freio de mão puxado em reta.
    -O aluno que não consegue entender a maquina por algum motivo mesmo o instrutor detalhando o que fazer ele simplesmente não faz e as aulas não param e seguem para processos mais avançados mesmo que o aluno não tenha chego ou acompanhado o processo anterior.
    -Diversas pessoas passam muito mal inclusive muitos chegaram a vomitar devido ao enjoo causado pelas telas e não conseguem finalizar ficando sentado até o fim da aula sem fazer nada.
    -Quando o aluno entende o simulador e não passa mal, muitas delas tem um aprendizado lento como soltar a embreagem e não deixar o motor morrer mas como demora para entender o mecanismo quando consegue o exercício as aulas já estão muito avançadas pois as aulas não param e mesmo que o aluno tenha dificuldade ele não respeita o tempo de aprendizagem de cada um fazendo literalmente acabar as aulas sem ter feito nada. No veículo o instrutor respeita o entendimento de cada aluno em seu tempo pois sabe que ninguém é igual ao outro e cada um aprende a seu tempo mesmo que isso faça o aluno ter que fazer mais aulas mas cada aula feita houve um respeito em seu aprendizado .
    – Por fim e mais importante são os relatos dos alunos que fizeram o simulador e quando chegam em suas aulas práticas no veículo, relatam a dificuldade e estranham os comandos como por exemplo a forma de pisar no acelerador e no freio e também o momento de virar o volante pois no veículo se mexe muito menos e com menos intensidade que no simulador trazendo confusão e até a adaptação sentem que perderam duas a cinco aulas só para se adaptar as novas situações que são as reais e definitivas.
    – Aos alunos que já dirigem acabam rindo e dizem de pronto que nada tem a ver com o carro.
    Lembro me quando o presidente do sindicato das auto escolas e outros da diretoria testaram o simulador apresentado pela empresa e todos reclamaram que passaram mal ficando tonto ou com enjoo e lembro os comentários dos que ali estavam que nada tinha a ver com o carro, o presidente na época era o senhor Aldari. Digo isso porque estava lá presente junto para conhecer o simulador que achava ser uma boa ferramenta mas hoje sou totalmente contra até mesmo pelos valores cobrados onde a empresa principal favorece as grandes auto escolas e as menores pagam a taxa mais alta por não ter o mesmo desempenho que uma rede de auto escolas trazendo concorrência desleal ou seja como em tudo aqui no Brasil a máfia dos poderosos até nos simuladores.

  • sergio 13 de fevereiro de 2019

    Um verdadeiro “TROÇO” kkkkkkkkkk Onde o aluno obteve ganho com o simulador? De 25 aulas no carro tiraram 8 e jogaram no simulador e falam que houve ganho e progresso? Ridículo pois vai comparar simulador cheio de falhas com aulas diretamente no veículo? Quem ganhou com isso? hahaha com certeza muita gente menos o aluno. Aumenta para 40 aulas obrigatórias mas tira o troço(simulador) pois é roubo na cara dura. de 10 alunos 1 passa mal devido a enjoos e 2 não entendem o simulador e nada faz, o restante fala que esta no vídeo game. O meu filho de 12 anos da aula neste simulador desde os 9 anos. Me sinto péssimo trabalhar e ter que ganhar em cima de uma fraude. Fim do simulador e a proibição de aulas noturnas e se der fim do funcionamento das auto escolas no sábado.

  • Wagner M 16 de fevereiro de 2019

    o governo já obrigou as auto escolas a ter estes simuladores com intuito de obter dinheiro de má fé para suprir a divida gigantesca de lavagem de dinheiro com os banqueiros internacionais afim de pegar de quem tem pra poder pagar a divida do país,e agora que estao limpando a divida o governo decide cancelar este meio de extraçao de dinheiro deste setor da sociedade não porcausa do cumprimento da divida más para fazer o povo ter a visao de que este mesmo governo tem dois partidos posição e oposição e que ambos os grupos são contrarios um ao outro, isso é muito utiu para a proxima eleição, para fazer o povo votar seja no partido A,B ou C nao vendo que ambos A,B ou C são um unico partido uma mafia, por isso fazem as coisas parecerem que sao necessarias de acontecer e tudo é pré fabricado formentado preparado contra o cidadao comum nós.

Deixe um comentário