Os 7 carros com revisões mais baratas

Um carro novo inclui muitas despesas; não é só colocar combustível e rodar por aí. Listamos os custos dos planos de manutenção mais baratos

Por Fernando Miragaya 25/06/18 às 11h00
Especial para o AutoPapo

Muita gente acha que o sonho do 0 km se concretiza ao tirá-lo da concessionária. Depois, é só curtir o cheirinho de carro novo… Mas a aquisição do automóvel traz a reboque outras despesas inevitáveis, entre elas as revisões obrigatórias, fundamentais para o bom funcionamento do veículo e para não comprometer a garantia de fábrica.

O AutoPapo listou os sete carros com os planos de manutenção até 60.000 km com preço fixo mais baratos do mercado. A lista leva em consideração o total das visitas à revenda com as versões de entrada de cada carro.

Listamos do mais caro para o mais barato

7° Volkswagen Polo – R$ 2.676,79

Volkswagen aumenta preço do Polo em até R$ 2.570. O hatch foi o modelo mais vendido pela fabricante em 2018. Confira os valores atualizados das versões do VW Polo.
Foto Volkswagen | Divulgação

O compacto chegou há pouco tempo com plataforma modular moderna e alinhado ao similar europeu, mas faz bonito também na manutenção, com custo total das seis revisões mais baixo que companheiros de marca mais baratos.

Quilometragem Valor
10.000 km R$ 215,47
20.000 km R$ 491,47
30.000 km R$ 425,47
40.000 km R$ 627,44
50.000 km R$ 425,47
60.000 km R$ 491,47
Total R$ 2.676,79

6° Renault Captur, Duster e Duster Oroch – R$ 2.648,00

A linha de SUVs e picape compartilha plataforma, o motor 1.6 e muitos componentes, o que resulta em um plano de visitas programadas competitivo.

Quilometragem Valor
10.000 km R$ 411,90
20.000 km R$ 391,20
30.000 km R$ 411,90
40.000 km R$ 567,80
50.000 km R$ 432,60
60.000 km R$ 432,60
Total R$ 2.648,00

5° Chery QQ – R$ 2.627,79

Foto Chery | Divulgação

O pequeno carro ainda gera desconfianças no mercado, como a maioria dos modelos de marcas chinesas, mas no pós-venda não prega sustos nas revisões de preço fixo.

Quilometragem Valor
10.000 km R$ 277,05
20.000 km R$ 521,76
30.000 km R$ 452,10
40.000 km R$ 458,61
50.000 km R$ 390,75
60.000 km R$ 527,52
Total R$ 2.627,79

4° Nissan Kicks – R$ 2.591,00

A Nissan volta a figurar com um carro barato de manter. Até os 60.000 km, o dono do SUV compacto vai desembolsar um total R$ 2.591 nas seis revisões.

Quilometragem Valor
10.000 km R$ 379,00
20.000 km R$ 430,00
30.000 km R$ 399,00
40.000 km R$ 499,00
50.000 km R$ 399,00
60.000 km R$ 485,00
Total R$ 2.591,00

3° Renault Sandero e Logan – R$ 2.383,20

Foto Renault | Divulgação

Outra linha da Renault que se destaca na manutenção. As revisões obrigatórias com preço fixo do hatch e do sedã compactos somam R$ 2.383,20, bem próximos do companheiro menor de vitrine.

Quilometragem Valor
10.000 km R$ 371,10
20.000 km R$ 350,40
30.000 km R$ 371,10
40.000 km R$ 507,00
50.000 km R$ 391,80
60.000 km R$ 391,80
Total R$ 2.383,20

2° Renault Kwid – R$ 2.336,20

O subcompacto é barato no preço e também no pós-venda. Fica atrás dos modelos da Nissan por três cafezinhos, ou exatos R$ 7,20.

Quilometragem Valor
10.000 km R$ 365,10
20.000 km R$ 344,40
30.000 km R$ 344,40
40.000 km R$ 552,10
50.000 km R$ 365,10
60.000 km R$ 365,10
Total R$ 2.336,20

1° Nissan March e Versa – R$ 2.329,00

O Nissan March é o carro com revisões mais baratas do brasil
Foto Nissan | Divulgação

No quesito revisão, não tem para ninguém. A linha compacta da marca japonesa tem o plano de revisões mais em conta do país. As seis visitas do hatch ou do sedã totalizam R$ 2.329 – e só uma delas (a de 40.000 km) ultrapassa a casa dos R$ 500.

Quilometragem Valor
10.000 km R$ 213,00
20.000 km R$ 470,00
30.000 km R$ 315,00
40.000 km R$ 546,00
50.000 km R$ 315,00
60.000 km R$ 470,00
Total R$ 2.329,00
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
10 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Rinaldo de Andrade 15 de maio de 2019

    Sempre tive essa impressão de que a hora na oficina de uma concessionária é BEEMM” mais caro que nas oficinas de bairro. Parece que esse prática está mudando. As concessionárias viram que tem de ganhar no volume (quantidade de revisões feitas no mês) e não no preço da mão de obra e peças. ISS chamasse economia de escala. E isso depende não só da concessionária. Dependa também da marca e da qualidade dos produtos . As fábricas fazem carros bons e confiáveis,.O público consumidor se agrada e compra mais deste carro. Enquanto isso, na concessionária tem mais carros fazendo revisão. Entrar da para voltar a falarmos de economia de escala. Aí o preço da mão de obra e peças diminui. O público consumidor, que já estava contente com a qualidade daquele carro, fica mais feliz ainda pois além de bom, aquele carro tem uma manutenção, mesmo em concessionárias, com valor acessível. Acaba comprando mais e mais carros nas concessionárias, os preços caem, o público feminino cá contente, compra mais……entendeu,? É simples, mas tem de ter certeza de que cada parte pra cesso está fazendo o seu melhor

  • Avatar
    Joelma 30 de setembro de 2018

    Olá tenho um palio fire gostaria de trocar por algum carro mais alto e com manutenção barata gostaria de ter um EcoSport

  • Avatar
    jonas japones 24 de julho de 2018

    ola gostaria de saber as opinioes de donos do ford focus apartir de 2014 tanto cambio manual como o automatico dizem k o pawerhift e problematico e verdade mesmo os fabricados na argentina grato

  • Avatar
    Rubson 26 de junho de 2018

    Só faço a revisão obrigatória exigindo pelo fabricante. Nada além. Tudo para manter a garantia.

  • Avatar
    EDUARDO 26 de junho de 2018

    Tenho um Sandero e vi na tabela apresentada para o sandero que o valor da revisão dos 30.000 km é R$371,10, na verdade eles cobram próximo de 2 mil reais, isso mesmo, A REVISÃO DOS 30.000 É APROXIMADAMENTE R$2.000,00. Perguntei porque era tão caro e a atendente alegou que com 30 mil quilômetros tem que trocas as correias diversas.

  • Avatar
    Robison 25 de junho de 2018

    Tenho um Nissan March comprado em 2016 e os valores cobrados nas revisões são exatamente esses descritos na reportagem. Nunca me cobraram nada a mais e sempre fui muito bem atendido. Sou de Juiz de Fora e penso em permanecer na marca, justamente pelo custo beneficio e honestidade da concessionária da marca.

  • Avatar
    Mario S F Nogueira 25 de junho de 2018

    É porque não viram o preço das revisões da Honda PCX 150….mais caro que as de muitos modelos citados acima….

  • Avatar
    Antero Coelho 25 de junho de 2018

    Era ótimo se as concessionarias…não arranjassem sempre, gastos extras, não cobertos pela garantia…e sempre alegando o mau uso do cliente e ameaçando problemas mais graves se não for feito o sugerido…
    De minha parte…em todos os meus carros, e nunca comprei carro usado, só levo pros 10.000 km…no resto é oficina de minha confiança

    • Avatar
      Aladiah10 25 de junho de 2018

      Mecânico de concessionária deve ser graduado na NASA ,é um absurdo o custo de mão de obra,e o preço de um simples aditivo para radiador é no mínimo 100% mais caro.Não se iluda com tabelas de revisão mencionada na reportagem,vc sempre irá pagar o dobro se tiver sorte!.Fujo de concessionárias , a impressão que sempre fica é de má fé …

    • Avatar
      Perroni 26 de junho de 2018

      Eu também faço como vc, os itens cobertos pela garantia se derem defeito apresentam até os 10.000 km depois disso, é dar dinheiro a mais pra concessionária. Apartir dai, é só levar o carro ou moto num bom mecanico e fazer a manutenção de acordo com o manual do proprietário.

Avatar
Deixe um comentário