Conheça os 7 carros que menos desvalorizaram em 2018

Quando brasileiro busca carro 0 km a escolha vai além do modelo ou design que aprecia; a desvalorização do veículo pode se tornar fator decisivo de compra

Por Fernando Miragaya 26/03/19 às 12h30
Especial para o AutoPapo

Quando brasileiro busca carro 0 km a escolha vai além do modelo ou design que aprecia. A desvalorização do veículo, ou seja, quanto ele vai valer lá na hora de trocá-lo, entra na conta do custo-benefício e pode se tornar fator decisivo de compra. A consultoria Kelley Blue Book (KBB), especializada em precificação de automóveis, fez o levantamento dos modelos que menos desvalorizaram no Brasil em 2018, especificando as versões dos carros.

O estudo levou em consideração o preço das configurações em janeiro do ano passado e comparou com o valor de mercado do mesmo veículo em dezembro. Veja os sete mais valorizados na hora da revenda.

7. Suzuki Vitara 4Sport Turbo AT 4×2

Carros que menos desvalorizaram: Suzuki Vitara
Suzuki | Divulgação
Preço jan/2018 R$ 109.490
Preço dez/2018 R$ 105.338
Desvalorização -3,79%
Prós desempenho, dirigibilidade e equipamentos
Contras acabamento e custo de manutenção

O divertido SUV médio está na quarta geração e surpreendeu com a baixa depreciação. A força do nome ajuda o Vitara a figurar na lista dos carros que menos desvalorizaram, mas é inegável que o conjunto mecânico faz a diferença, com o bem disposto motor 1.4 da família BoosterJet, com turbo, injeção direta, 146 cv e torque de 23,5 kgfm já disponíveis em 1.700 rpm. Com a caixa automática de seis marchas muito bem escalonada, o que se tem é um jipinho urbano com arrancadas melhores que as de muitos hatches por aí.

O acabamento deixa um pouco a desejar pela quantidade de plástico, mas a lista de equipamentos é bem completa. O Vitara chega da Hungria com seis airbags, controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas, sensores de obstáculos na frente e atrás, Isofix, luzes diurnas, ar automático, chave presencial, entre outros. Chama a atenção a central multimídia, com tela de 10” com ótima definição, três entradas USB, Wi-Fi e espelhamento de smartphone.

6. Honda City DX 1.5 16V

Carros que menos desvalorizaram: Honda City
Honda | Divulgação
Preço jan/2018 R$ 60.900
Preço dez/2018 R$ 58.805
Desvalorização -3,44%
Prós dirigibilidade, pós-venda e conforto ao rodar
Contras equipamentos e acabamento

A gente sabe que o cara que compra Honda tem carro valorizado devido, principalmente, à reputação da marca. Mas quem comprou um City DX perdeu só R$ 2.100 caso tenha revendido o modelo 12 meses depois. Prova de que o sedã compacto ainda não foi muito abalado com a chegada dos rivais bem mais modernos Fiat Cronos e Volkswagen Virtus. O exemplar da marca japonesa, que sofreu reestilização em 2018, mantém o conhecido motor 1.5 16V, acabamento simples e desempenho apenas satisfatório.

Verdade que, em março do ano passado a Honda lançou a linha 2018 com preços, em média 2,8% mais caros, porém, a versão DX não teve o preço de R$ 60.900 alterado à época. A questão aqui é que esta é a configuração de entrada com bastante economia em equipamentos. O câmbio é manual de cinco marchas e em segurança só traz os obrigatórios airbags frontais, além de Isofix e luzes diurnas. No mais, o trivial: ar, trio, direção elétrica, ajuste de altura do volante, computador de bordo e rádio com Bluetooth.

5. Chery QQ ACT 1.0 12V

Carros que menos desvalorizaram: Chery QQ
Chery | Divulgação
Preço jan/2018 R$ 32.290
Preço dez/2018 R$ 31.215
Desvalorização -3,33%
Prós relações do câmbio, tempo de garantia e preço de mercado
Contras desempenho, acerto da suspensão e conforto

Quem diria, o pequenino e criticado subcompacto da marca chinesa (hoje Caoa Chery) só depreciou 3,33% em 2018 e foi o quinto entre os carros que menos desvalorizaram no país. Mas o modelo é uma compra bem racional para quem precisa de um carro 0 km para andar estritamente na cidade e não desembolsar muito na compra. O motor 1.0 de três cilindros até entrega certa força nas arrancadas, graças às primeiras relações curtas da transmissão de cinco marchas.

Em contrapartida, o QQ ainda peca na dirigibilidade e conforto. A suspensão com eixo rígido na traseira faz o carro dar solavancos em cada buraco, os pedais são esquisitos, os engates do câmbio pouco precisos e o motor roda áspero. A versão ACT é a mais equipada por assim dizer, e se mostra condizente com o segmento. Oferece ar, direção hidráulica, trio, rodas de liga-leve aro 14”, luzes diurnas e até sensor de ré, apesar das dimensões enxutas. A garantia é de cinco anos.

4. Volkswagen Virtus Highline 200 TSI AT

Carros que menos desvalorizaram: Virtus Highline
Alexandre Carneiro | AutoPapo
Preço jan/2018 R$ 79.990
Preço dez/2018 R$ 77.374
Desvalorização -3,27%
Prós desempenho, dirigibilidade e conforto
Contras custo/benefício e material do acabamento

O sedã da Volkswagen usa vários aspectos venerados no setor automotivo. O carro é feito sobre a cultuada plataforma modular MQB do Grupo VW e ainda traz consigo o elogiado motor da linha TSI. No caso do três-volumes, trata-se do 1.0 três cilindros com 128/115 cv suficientes para arrancadas e retomadas empolgantes. O turbo entra com vontade e o torque de 24,4 kgfm todo oferecido em giros baixos tornam o dia dia na cidade ou na estrada bastante agradável.

A Highline é a topo de linha e muito cara se comparada a rivais – e mesmo ao Polo, já que custa R$ 10 mil a mais que a mesma configuração do hatch. Espanta porque, apesar do espaço e porta-malas maiores, o conteúdo é o mesmo, com quatro airbags, controles de estabilidade e tração, sensor de ré, assistente à partida em rampas, Isofix, ar, trio, direção elétrica, chave presencial e troca de marchas no volante. Equipamentos mais legais, como câmera de ré, tela de 8”, couro, detector de fadiga, retrovisor eletrocrômico e sensores de pneus, luminosidade e chuva, só como opcionais que custam quase R$ 8 mil.

Veja o vídeo com a nossa avaliação do Virtus Highline

3. Volkswagen Golf GTI 350 TSI DSG

Carros que menos desvalorizaram: Golf GTI
Alexandre Carneiro | AutoPapo
Preço jan/2018 R$ 134.870
Preço dez/2018 R$ 131.041
Desvalorização -2,84%
Prós desempenho, dirigibilidade e acerto da suspensão
Contras comportamento nas curvas e custo/benefício

A versão mais nervosa do Golf no país é praticamente um carro de nicho. Mesmo assim, é a responsável por colocar o modelo da Volkswagen entre os que menos desvalorizaram. Melhor para o dono usufruir do seu motor 2.0 TSI turbinado que ficou girador nesta nova geração do hatch. A potência de 230 cv figura entre 4.700 e 6.200 rpm, enquanto o torque colossal de 35,7 kgfm a partir das 1.500 e o câmbio de dupla embreagem garantem uma performance arisca e respostas sempre ágeis em qualquer situação.

Tudo no carro é muito justo como se espera de um modelo com pretensões esportivas. A direção é obediente, o comportamento dinâmico em retas exemplar, mas a suspensão durinha cobra a conta nos buracos. Já a carroceria tende a oscilar além do esperado nas curvas mais fechadas. Em equipamentos, entrega o que se quer de um carro de mais de R$ 130 mil e algo mais. Controle de largada, roda livre, rebatimento elétrico dos retrovisores, sistema start/stop e quadro de instrumentos configurável são alguns dos itens.

2. Hyundai ix35 2.0 16V

Carros que menos desvalorizaram: Hyundai ix35
Hyundai | Divulgação
Preço jan/2018 R$ 99.990
Preço dez/2018 R$ 97.770
Desvalorização -2,22%
Prós garantia, conforto e posição de dirigir
Contras acerto da suspensão e comportamento dinâmico

O veterano SUV feito pelo Grupo Caoa em Anápolis (GO) continua com nome forte no mercado e atraente com a garantia de cinco anos. Foi o segundo modelo entre os que menos desvalorizaram no país, apesar de seu custo/benefício não ser tão agressivo como no seu lançamento, em 2010. A versão de entrada entrega ar, trio, direção elétrica, sensor de ré, retrovisores rebatíveis eletricamente, sensor de luminosidade, monitoramento dos pneus e som, mas carece de itens como controles de estabilidade e mais airbags (estes só a partir da versão GL, R$ 7.000 mais cara). Sequer é vendido com central multimídia.

O modelo tenta compensar com conforto. A posição de dirigir é um dos destaques, o motorista usufrui de boa ergonomia e os cinco ocupantes desfrutam de espaço interessante para pernas, ombros e cabeças. A suspensão filtra bem os buracos, apesar de se mostrar macia demais em altas velocidades. O comportamento dinâmico fica meio banheirão na estrada. Já o motor 2.0 16V de 167/157 cv entrega desempenho apenas satisfatório, mas está mais econômico graças a ajustes e à adoção de start/stop.

1. Volkswagen Polo Highline 200 TSI AT: o campeão entre os carros que menos desvalorizaram

Carros que menos desvalorizaram: VW Polo
Volkswagen | Divulgação
Preço jan/2018 R$ 69.190
Preço dez/2018 R$ 68.172
Desvalorização -1,47%
Prós dirigibilidade, desempenho e custo de manutenção
Contras comportamento em curvas e material do acabamento

O cara que comprou o Polo topo de linha em janeiro de 2018 e o vendeu no fim do ano passado deve ter rido de orelha a orelha. Perdeu pouco mais de R$ 1.000 em um ano e ainda desfrutou de um carro com plataforma moderna, bom desempenho e lista de equipamentos recheada, sem ser tão caro quanto o irmão sedã de plataforma, o Virtus. Porém, pegue todos os elogios ao três-volumes e traga para o hatch, que tem ainda uma pegada levemente mais esportiva.

O motor TSI de 128/115 cv, campeão na lista dos carros que menos desvalorizaram em 2018 mostra suas virtudes desde o anda e para do dia dia na cidade, até as arrancadas e retomadas em estradas. Só mesmo nas curvas é que surge uma forte tendência de sair de frente. Nos itens de série, compartilha os mesmos equipamentos que o Virtus já citado, como quatro airbags, controles de estabilidade e tração, sensor de ré, assistente à partida em rampas, Isofix, ar, trio, direção elétrica, chave presencial e troca de marchas no volante, entre outros.

Ranking dos carros que menos desvalorizaram em 2018:

  1. Volkswagen Polo Highline 200 TSI AT
  2. Hyundai ix35 2.0 16V
  3. Volkswagen Golf GTI 350 TSI DSG
  4. Volkswagen Virtus Highline 200 TSI AT
  5. Chery QQ ACT 1.0 12V
  6. Honda City DX 1.5 16V
  7. Suzuki Vitara 4Sport Turbo AT 4×2
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (11 votos, média: 3,82 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
20 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    francisco valdemir lira 26 de julho de 2019

    qual quer carro tem seu valor de mercado só nas concessionária se vc for da seu carro de entrada em troca por outro eles tirar do seu 20 por cento de desconto o que eu acho um absurdo se for no outro comprar esse mesmo carro o aumento sai em dobro.

  • Avatar
    RENATO 27 de maio de 2019

    eu tenho um polo highlibe 18/19, o carro é bom sim, mas a tampa traseira é barulhenta, o espaço nos bancos traseiros é pequeno e ele bebe mais do que eu esperava.

  • Avatar
    NILTON 1 de maio de 2019

    TENHO UM GG E O CARRO É MUITO BOM PENA QUE O POVO BRASILEIRO É MUITO BURRO NÃO COMPRA !!!!!!!

  • Avatar
    Pedro Campos 27 de março de 2019

    Os modelos destacados nada tem haver com a realidade do mercado. Até os números, se comparados com a Fipe, são inconsistes…

  • Avatar
    reinaldo 27 de março de 2019

    Mentira!!
    Empresa fake

  • Avatar
    Reinaldo 27 de março de 2019

    *escreve o que quiser

  • Avatar
    Reinaldo 27 de março de 2019

    KKKK que piada kkkk
    Quem chegou a conclusão dessa lista? O site? KKKK
    City?? QQ?????? Kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Polo… Kkkkkkkk
    Que piada. Valor de desvalorização qualquer um esquece o que quiser, quero ver é vender, que ridículo

  • Avatar
    Jp 26 de março de 2019

    Nunca compraria semi novo um carro que desvalorize menos de 10%..
    Compensa mais comprar novo

  • Avatar
    Adão costa 26 de março de 2019

    Todos desvalorizam esse chrry qq2018 completo tem varios em sp por 27,000mil

  • Avatar
    Lei Cruz 26 de março de 2019

    Senti falta do Corolla

  • Avatar
    DJ 26 de março de 2019

    Os contras no pólo; comportamento em curvas. Tendência de sair de frente? Onde isso? Além de várias qualidades e defeitos como todo carro tem. Sair de frente não é um deles. O carro e bem sentado e ajustados em curvas. Pode se confiar.

  • Avatar
    Suzana 26 de março de 2019

    Só pode ter sido comprado o editor dessa materia, pois só tem carro VW, e nenhum desses jamais tem valorização, principalmente Golf

    • Felipe Boutros
      Felipe Boutros 26 de março de 2019

      Olá, Suzana. O levantamento foi feito por uma empresa internacional, a KBB (como está no começo da matéria). Você pode discordar de uma análise feita sobre dados do mercado, mas não questionar a isenção do autor da matéria e do AutoPapo.

      Abraço!

      • Avatar
        Adilson 26 de março de 2019

        Empresa internacional.bla..Bla.bla. Podemos sim questionar o editor. Por favor de bem mais sérios e responsáveis. Pergunte aos brasileiros . Façam o serviço direito. Oficinas. Detrans. Feira do automóvel. Agora empresa internacional…. comédia.

      • Avatar
        reinaldo 27 de março de 2019

        KBB QUEM????
        MINHA EMPRESA, A RRR, TEM MAIS CREDIBILIDADE E AFIRMA QUE GOLF, QQ, CITY, POLO…. ESSES NUMEROS SAO IRREAIS, INVENTADOS

      • Avatar
        Roberto Brandão 27 de março de 2019

        A kbb é a mesma empresa que avalia seu carro para venda em 35.000 reais para concessionária, e no dia seguinte o valor sobe para 44.000 reais depois que a loja joga uma água e passa uma cera. Realmente muita credibilidade.

  • Avatar
    Jorge 26 de março de 2019

    Virtus TSi com torque de 24?

  • Avatar
    Marcos França 26 de março de 2019

    Anápolis (MG) ? Eu achei que fosse em Goiás!!

    • Felipe Boutros
      Felipe Boutros 26 de março de 2019

      Falha nossa, Marcos! Obrigado pela observação.

    • Avatar
      Curtis 26 de março de 2019

      Hahahaha cadê o argo? Matéria vendida, só pode!!

Avatar
Deixe um comentário